Feeds:
Posts
Comentários

Cirque du Soleil

Quando alguém fala em circo o que vem à sua cabeça? Palhaços, picadeiro, leões, número de mágica e incontáveis acrobacias? Sem dúvida! Mas, pra ser sincera, sempre me lembro das caras encantadas da plateia: crianças, adultos, vovós e vovôs de boca aberta, deixando escapar “ooooooohs” e “uaaaau” sem perceber. Pra mim, circo é encantamento! E há algumas semanas tive a oportunidade de acompanhar uma das apresentações de circo mais belas da atualiadade, o Cirque du Soleil.

O circo de nome chique e grandeza reconhecida nos cinco continentes, estacionou parte de sua mega estrutura na cidade engaroada no mês passado com o espetáculo Quidam. Números famosos e impressionantes, como a German Wheel e os diabolôs estão na produção, mas o que realmente chama a atenção é a forte teatralidade e beleza. Os figurinos e maquiagens caprichadas, personagens curiosos e trilha sonora impecáveis fazem uma perfeita ambientação para que a gente se sinta fora de órbita por duas horas e meia. Meus números favoritos foram os dos acrobatas e o do palhaço (choreeeeei de rir). Assista o vídeo abaixo e me diz se não é digno de um “wow!”:

Bom, mas aí vem a parte “chata”: o preço do ingresso. É um absurdo de caro, e vamos combinar que pra você levar a família inteira é uma grana booooa. Claro que vale a pena, mas como gosto de prezar pela cultura livre e com preços mais “agradáveis” resolvi separar algumas diquinhas para levar a família no circo, se encantar, se divertir e ainda não gastar muito! Vamos lá?

Circo Vox

O Circo vox apresenta o espetáculo “Nostalgia” até o dia 25 de abril. Com o nome sugestivo, a trupe pretende levar o público ao mundo da época de ouro do circo, quando os artistas de circo também se apresentavam na televisão. Sábados às 20h30 e Domingos às 19h.  R$20 (inteira) e R$ 10 (meia). É com chegar com pelo menos 30 minutos de antecedência para comprar o ingresso, pois as sessões estão ficando lotadas! Rua Branco de Morais, 63 – Chacára Sto. Antônio

Circo dos Sonhos

Produzido e dirigido pela Academia Brasileira de Circo, o espetáculo reúne o que há de melhor na arte circense e apresenta ao público de uma maneira lúdica e interativa. Até 27/6 aos Sábados e Domingos às 16h, 18h e 20h30. R$20  (cadeira popular) e R$ 25 (cadeira frontal). Av. Nicolas Boer, 120 – Barra Funda.

Anúncios

Atlantic Family Tree

Durante essas últimas semanas, tenho entrado em contato com vários textos, aulas, atividades relacionadas à arte e crianças. Um deles, me lembrou bastante o propósito aqui do blog: estimular os grandões que lêem as diquinhas aqui, a levar os pequenos em passeios culturais na cidade. E por quê levá-los? Segundo o psicológo russo Lev Vygotsky, a nossa capacidade de imaginar situações novas e tranformar o mundo a nossa volta se dá a partir de nossas experiências com a realidade. Por isso a importância de proporcionar às crianças vivências ricas ligadas ao ver, sentir e ouvir.  “Quanto mais experiências com a realidade tiver a criança, melhor será sua capacidade imaginativa. (…) é por meio das emoções reais suscitadas pela arte que podemos aprofundar nossos sentimentos e sensibilidade de modo criador” (ZURK, Bernardo. “Imagina enquanto eu te conto”. In: Educação e Arte: As Linguagens Artísticas na Formação Humana. Papirus Editora. São Paulo, 2008)

A New Day

Inspirada por isso, e na empolgação que meus alunos ficaram ao entrar em contato com o movimento artístico Pop Art ( e eu também, diga-se de passagem) resolvi falar um pouquinho de arte aqui no Pequenos em Sampa. Um dos meus artistas preferidos é o comtemporâneo Romero Britto. Suas pinturas são muito alegres e carregam um estilo bem marcante, que encanta não só os pequenos, mas todas as idades. É difícil não se encantar com tanta cor! Nascido em Recife, o artista vive há muitos anos nos EUA, mas isso não impede de vermos sua arte aqui no Brasil. Além de estampar várias marcas e produtos, é fácil encontrar reproduções de seus quadros em lojas, galerias, feirinhas de artesanato.

Escultura Big Hug

Aqui em Sampa podemos ver as obras originais na Galeria Romero Britto, localizada no bairro dos Jardins. Pinturas, pôsters e esculturas podem ser encontradas, e o mais legal de se levar os pequenos é poder conhecer qual é o trabalho dos artistas. Pude acompanhar uma turma de Educação Infantil numa visita monitorada e a pessoa que nos acompanhou fez questão de explicar qual a diferença entre um quadro original, as reproduções, qual o processo criativo do Britto e ainda questões estéticas dos quadros. Pareceu muito complexo? Que nada, as crianças adoram e ainda fazem muuuuitas perguntas. É muito gostoso! Vale a pena 😉

Galeria Romero Britto
Rua Oscar Freire, 562
São Paulo – Brasil
telefone: 3062 7350
de 2a à 6a das 10h às 20h e Sábados das 10h às 18h

Os Saltimbancos

Finalmente fomos ao teatro! Escolhemos a peça do título que dá nome ao post, já que o Giorgio estava com tanta vontade! Fomos, e adoramos!

O clássico musical que já acompanha gerações, está em cartaz no Teatro Folha, localizado no último piso do Shopping Higienopólis. Chegamos cerca de 1 hora antes do espetáculo e conseguimos comprar ingressos, mas boa parte dos lugares já estavam ocupados. Mesmo assim, pegamos um bom lugar, bem no meio, na fileira L. O teatro não é grande, tem capacidade para 305 pessoas, e as fileiras são bem apertadas. (acho que uma pessoa com pernas grandes não ficaria muito confortável). Também não vi almofadas em que as crianças pudessem se sentar para ficarem mais altas, pois se algum adulto se senta na sua frente, ela não consegue enxergar com facilidade. Mas, no fim das contas, o que importa é quando as cortinas se abrem e as luzes se apagam.

A história dos Saltimbancos, é na verdade, uma adaptação do conto “Os Músicos de Bremen” dos Irmãos Grimm, musicado na Itália por Sérgio Bardotti e Luis Enriquez. No Brasil, as músicas ganharam versão de Chico Buarque, ao ver o interesse das filhas pelo disco italiano. Foi lançado em abril de 1977 e no mesmo ano a cidade do Rio de Janeiro recebeu uma versão para o teatro com Marieta Severo, Grande Otelo, Miúcha e Pedro Paulo Rangel. A partir daí passou a fazer parte da infância de muitas crianças.

Na versão paulistana, a peça conta com algumas adaptações bem divertidas, como por exemplo músicas do Balão Mágico e do filme “Os Saltimbancos Trapalhões”. Mas, é a atuação dos atores é o que faz toda a diferença! Cada personagem tem uma característica bem marcante, e juntos conseguem formar um grupo difícil de não se encantar! Eu e o Gio elegemos a galinha como nossa preferida! Meio atrapalhada e com a voz esganiçada, arranca gargalhadas da plateia. Enfim, um fim de tarde bem gostoso e que diverte crianças e adultos. Tem coisa mais legal que ver filhos e pais cantando juntos “Nós gatos já nascemos pobres, porém já nascemos livres” ou “Au-au-au, hi-hó, miau-miau-miau, cocórocó”?

Ficou curioso? O musical ficará em cartaz até março no Teatro Folha. As sessões acontecem aos sábado e domingos, às 17h40. Ingressos custam R$30. Shopping Higienópolis – Av. Higienópolis, 618.

Bloco dos Pequenos

Vai passar o Carnaval aqui em Sampa? Vista seus pequenos com as tradicionais fantasias de pirata, borboleta e super-heroi e caia na folia!

Tenho boas lembranças do baile de carnaval que rolava no clube aqui perto de casa. Que criança não gosta de jogar confete (e juntar um montão do chão) ou sair espirrando espuma? Aproveite pra brincar bastante também, afinal, é Carnaval!! No Sesc Pompeia vai dar pra ouvir muita marchinha, pular no bloco e se divertir bastante. Esse ano, o evento presta homenagens a Adoniran Barbosa, que conseguiu reunir a diversidade paulistana em seus sambas. Na segunda-feira (dia 15) Jorjão e seu Cordão pretende animar o público com marchinhas tradicionais como, “Ó Abre Alas”, “Jardineira”, “O Teu Cabelo Não Nega”, além das composições de Adoniran. Em três horários 13h30, 15h30 e as 17h30. Rua Clélia, 93 – Pompeia

E pra quem quer aproveitar o Carnaval desde o primeiro dia, amanhã (dia 13) acontece o desfile de bonecões do Museu da Língua Portuguesa. A bagunça vai contar com banda tocando tradicionais marchinhas, e vai percorrer os arredores do Museu, passando pelo Parque da Luz. Os bonecos foram confeccionados durante oficinas ministradas pela folclorista Neide Rodrigues Gomes. Vale a Pena! À partir das 13h – Pça. da Luz, s/ nº, em frente ao Museu da Língua Portuguesa – Bom Retiro.

Ah! Faltou a fantasia? Improvise em casa mesmo! Algumas dicas você pode encontrar nesses links:

http://manequim.abril.com.br/infantil/fantasias-de-carnaval-422637.shtml

http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI27035-10526,00.html

Bom Carnaval! : )

Teatro em Sampa

Praia, sol, piscina, muita diversão e lugares pra conhecer! Como é bom tirar férias!! O melhor de tudo é que o pequenos podem andar descalços, brincar ao ar livre, se lambuzar de sorvete, e pra gente que mora nessa cidade caótica, sabemos muito bem o quanto esses momentos são raros e importantes.

Quando voltamos de férias, na semana passada, percebi que o Gio voltou mais animado para os programinhas culturais, e menos animado com a televisão! Que ótimo!! Mas, foi por meio da telinha que ele mesmo nos sugeriu de fazer um passeio: ir ao teatro. No canal de TV pago, Nickelodeon, está passando várias vezes por dia, propagandas do musical “Os Saltimbancos” que está em cartaz no Rio de Janeiro. O Gio ficou doido pra ir, mas infelizmente não é aqui em Sampa! Maaas eu não ia deixar passar essa vontade dele, então fui atrás de algumas peças aqui e acabei descobrindo que outra montagem da peça de Chico Buarque está em cartaz no Teatro Folha! Essa e mais duas peças são as minhas diquinhas de hoje. Semana que vem conto como foi nossa aventura no teatro e mais detalhes sobre a peça que decidimos ir ver! Aproveitem!

Os Saltimbancos


O musical ficará em cartaz até março no Teatro Folha. As sessões acontecem aos sábado e domingos, às 17h40. Ingressos custam R$30. Shopping Higienópolis – Av. Higienópolis, 618. Recomendação de idade: 3 anos.

João e o Pé de Feijão

Da Cia. Circo Mínimo, a peça entra em cartaz no Teatro João Caetano este final de semana e fica até 14 de março. Os preços são populares (R$10 – inteira, R$5 – meia) e a recomendação da produção é para os pequenos a partir de 4 anos. Teatro João Caetano, Rua Borges Lagoa, 605, Vila Mariana. Sábados e domingos às 16h.

Pedro e o Lobo

Utilizando a técnica do teatro negro, os atores da Cia Imago contam a história de Pedro, um corajoso garoto que mora com seu avô. A peça está em cartaz no Sesc Pompeia. Sábados às 13h30 e domingos às 12h. Ingressos de R$8, R$4 e R$2. Rua Clélia, 93.

Pequenos na Cozinha

Confesso que essas férias estão um tanto paradas… Eu e o Giorgio não nos animamos muito em passeios culturais e acabamos curtindo a merecida folga em casa mesmo. Quase toda semana vem algum amiguinho dele aqui em casa e eles passam o dia juntos brincando. Já que a preguiça é maior, acabei me aventurando bastante na cozinha durante esses dias, então resolvi fazer um post com diquinhas sobre culinária para crianças.

Há alguns anos comprei o livro “Um Tico-Tico no Fubá – Sabores da nossa história” numa livraria aqui perto de casa na sessão de crianças, é claro. Fiquei apaixonada pelas ilustrações e os pequenos textos que contam um pouco das histórias das comidas regionais do Brasil e algumas do mundo também. E o mais legal é que cada receita tem a faixa etária indicada e tudo bem ilustrado, o que deixa mais divertido. E os bem pequeninos podem se arriscar também, já que tem receita desde os 3 anos.

O livro é da autora Gisela Tomanik Berland, editado pela Companhia Editora Nacional.  208 páginas e pesquisando na internet, achei o livro por menos de R$ 30! Vale a pena! E se você passar em alguma livraria, verá que tem opções bem legais nessa aérea para crianças!

Eu adoro cozinhar, e com os pequenos devemos ter alguns cuidados básicos. Nada de fogão, misturas quentes, facas, tesouras, enfim qualquer coisa que ofereça algum tipo de risco de acidente. Portanto, o lugar ideal para preparar receitas é em uma mesa grande, forrada com plástico (sim, ingredientes serão derrubados inevitavelmente, e não se estresse com isso). Antes de começar a receita, explique qual será o papel da criança e se tiver mais de uma, é legal conversar sobre dividir tarefas e que todos terão a oportunidade de botar a mão na massa. Para evitar ansiedade, enquanto você prepara algo, peça que as crianças segurem algum ingrediente e que será sua responsabilidade cuidar dele. Incentive os pequenos a perceberem a textura dos alimentos, o que acontece quando são misturados, o sabor, as cores… Garanto que será muito proveitoso! Ah! Para os menores, prefira receitas que envolvam algum tipo de massa, como biscoitos ou que tenha algum tipo de montagem, como sanduíches, mini-pizza… Para os maiores não se intimide e deixe que eles se aventurem! Boa bagunça e bom apetite! : )

Plantão do Tas

No último dia do ano passado, Marcelo Tas, apresentador do CQC, estreiou no canal de TV pago Cartoon Network, o “Plantão do Tas” um telejornal especialmente feito para crianças. Assisti esse vídeo no blog do próprio Tas e achei a proposta bem legal! Não por estimular nas crianças a curiosidade por notícias ou algo assim, mas por brincar de fantasiar! É! Por mais que tenha cara de Jornal Nacional, o “Plantão do Tas” apresenta notícias surreais, como o lançamento da autobiografia do Lobo Mau. E que criança não gosta de brincadeiras de faz-de-conta, fingindo que é o apresentador ou repórter da televisão, o Lobo Mau, o vendedor de frutas, o motorista de ônibus, a mamãe, o papai…? E aí é que tá a graça do novo programa do Tas!

E não é de hoje que o Tas faz programas infantis, então separei dois vídeos que talvez, as crianças de hoje não se lembrem, mas aposto que alguns grandinhos que acessam o blog vão se lembrar!

Ah! O “Plantão do Tas” vai ao ar todos os dias às 19h no Cartoon Network.